Celebridades engajadas contra a AIDS

Na quarta-feira, 1º de dezembro, é celebrado o dia mundial de luta contra a AIDS. E pensando nisso, a sociedade Viva Cazuza reuniu personalidades para promover uma campanha bacana.

Por iniciativa da L’Oréal, modelos, atrizes e celebridades se envolvidos na produção do calendário Cabeleireiros Contra a Aids 2011.

O calendário contém doze fotos de artistas, produzidos por profissionais renomados dos salões de beleza brasileiros e clicados por conhecidos fotógrafos como Fernando Torquatto, Ian Costa, Leonardo Vilela, entre outros.

O calendário Cabeleireiros Contra AIDS de 2011, traz imagens de personalidades como Nathalia Dill, Camila Morgado, Camila Rodrigues, Emanuelle Araújo, Flávia Alessandra, as apresentadoras Fiorella Mattheis, Caroline Bittencourt e Penélope Nova, as gêmeas do nado sincronizado, Bia e Branca Feres,  Jesus Luz, o modelo Paulo Zulu e os namorados Thaila Ayala e Paulo Vilhena posando para fotos e vestindo modelos desenhados pelo estilista Carlos Tufvesson.

Fonte: ClicRbs

Mortalidade por Aids atinge menor nível nos últimos 20 anos em SP

Às vésperas do Dia Mundial de Luta contra a Aids, o último boletim epidemiológico produzido pela Secretaria de Saúde de São Paulo indicou que a mortalidade pelo vírus HIV no Estado atingiu o menor nível em 20 anos. Os dados são da Fundação Seade.

Em 2009 houve 7,8 óbitos por 100 mil habitantes em todo o Estado. Este índice só havia sido menor em 1989, com 5,5 mortes por 100 mil habitantes.

“Esta redução se deve a uma série de fatores, em especial à introdução das novas terapias antirretrovirais de resgate nos últimos dois anos e ao incentivo ao diagnóstico precoce de HIV por intermédio das campanhas de testagem gratuita”, explica Maria Clara Gianna,  coordenadora do Programa Estadual DST/Aids.

Para comemorar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, que cai nesta quarta-feira, 1º de dezembro, a Secretaria de Saúde de São Paulo preparou uma série de ações especiais. A programação inclui a distribuição de 18 mil camisinhas, palestras, atividades culturais e a soltura de dois mil balões em frente ao hospital estadual Emílio Ribas.

“A data reforça a solidariedade, a tolerância e a compreensão para com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids”, ressalta Maria Clara.

A data também marca o último dia da campanha “Fique Sabendo”, que promoveu testes gratuitos de HIV em todo o Estado.
Confira a programação completa para o Dia Mundial de Luta contra a Aids:

Programa Estadual DST/Aids
 
05h30:Prevenção no Terminal de Ônibus Parque Dom Pedro II, com a distribuição 10 mil preservativos.
 
13h: Encerramento da campanha “Fique Sabendo” nas unidades do Sesc Vila Mariana, Santana, Ipiranga, Pinheiros e Pompéia, com a distribuição de 2 mil preservativos e realização de teste de HIV.

15h30: “Todas as tribos unidas na luta contra a Aids”, com apresentações de grafite e de street dance, orientação sobre sorologia e distribuição de 6 mil preservativos em frente à Galeria do Rock.

 
Instituto de Infectologia Emílio Ribas
 
8h45: “HIV – Presente, Passado e Futuro”, com David Uip, diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas.
 
9h30: “HIV – Situação atual e perspectivas futuras – Situação epidemiológica no Estado de São Paulo”, com Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids.
 
10h30: “Retrovirologia humana – desde o princípio ao HIV e o HIV para o futuro”, com Roberto Trujillo, presidente da Sociedade Panamericana de Neurovirologia – Washington, USA
 
12h: Cerimônia de soltura de 2.000 balões.
 
15h30: Dossiê MTV, com a apresentação dos 13 comerciais desenvolvidos conforme os temas eleitos pelos adolescentes para promover a medicina na adolescência.
 
19h30: Noite Cultural – apresentações de Nany People, da peça teatral dos adolescentes: “A Peça” e das atividades artísticas Vem Ver Dançar: “O Tango”, Ouvir Ver Tocar: “A Musica” e “Grupo Doce Encontro”.
 Fonte: Band

Campanha sobre prevenção no Dia Mundial de Luta contra a Aids

Em virtude do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, nesta quarta-feira, 1º de dezembro, e com o objetivo de atingir o público em geral, principalmente os jovens, o Instituto Kaplan – Centro de Estudos da Sexualidade Humana realiza, com o apoio da Abbott, a ação de Flash Mob da campanha “10 Mitos e 1 Verdade: a Aids existe. Previna-se”, no calçadão da Praia de Copacabana, às 12h15.

Com o intuito de desmistificar e conscientizar as pessoas quanto a necessidade de prevenção 10 dançarinos realizarão uma performance especial e ao final mostrarão a mensagem 10 Mitos e 1 Verdade. Haverá também um promotor vestido com a fantasia de um personagem do imaginário popular como: Papai Noel, Saci Perere, Curupira, Coelho da Páscoa, Bruxa, Sereia, Vampiro, Fada do Dente, Duende e Lobisomem, distribuindo folhetos explicativos que levam a mensagem de que a AIDS existe, e a melhor atitude é a prevenção.

A Campanha conta com apoio das Sociedades de Infectologia Brasileira, Paulista, Pernambucana, Rio-Grandense e do Rio de Janeiro.

Fonte: O Globo

Campanha estadual de luta contra Aids tem jovens como alvo – Mato Grosso do Sul

A campanha do Dia Mundial de Luta contra Aids (01/12) da Secretaria de Estado de Saúde (SES) tem como público alvo jovens dos sexos masculino e feminino, com faixa etária entre 15 e 24 anos, principalmente nas classes C, D e E. O grupo considerado prioritário segue os moldes da campanha do Ministério da Saúde que tem como objetivo mostrar a proximidade da Aids do universo dos jovens e ainda dar maior visibilidade sobre questões de pessoas vivendo com HIV/Aids, combatendo desta forma o preconceito.

De acordo com a coordenadora do programa estadual DST/Aids e Hepatites Virais, Clarice Souza Pinto, as peças publicitárias da esfera nacional adotarão o titulo: “Uma dessas pessoas tem Aids. E não pode ser quem você pensa. A aids não tem preconceito. Você também não deve ter”. Em Mato Grosso do Sul, a Secretaria de Saúde adotou nos materiais publicitários o conceito de que a Aids está em qualquer grupo e, independente de ser homem ou mulher, a iniciativa é de usar a camisinha.

A SES elaborou folders educativos com o tema: “Pagode, sertanejo, eletrônica, heave metal. A Aids está em qualquer tribo. Previna-se”. O material de acordo com Clarice Souza Pinto está sendo entregue para 18 municípios do Estado. “Além deste folheto estamos com outdoor nos considerados pontos turísticos e com incidência da doença. Temos spot para rádios que estão circulando até o dia 2 de dezembro, alem de faixas educativas que vamos distribuir nos principais pontos de concentração de pessoas na Capital”, informou.

Os municípios considerados prioritários são: Chapadão do Sul, Bela Vista, Ribas do Rio Pardo, Água Clara, Amambai, Rio Verde Bonito, Costa Rica, Bodoquena, Porto Murtinho, Sonora, Maracaju, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Antonio João, Caarapó e Iguatemi. “Nos cinco primeiros municípios implantamos o serviço aprimorado de DST/Aids com equipe multiprofissional para atender e prestar informações”, explica a coordenadora.

Nas grandes cidades como Dourados, Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas entre outros, a campanha esta sendo feita por meio de recursos vindos do Ministério da Saúde. Nos diversos cartazes da campanha estadual há a ilustração de um jovem com a mensagem: “Quem usa camisinha vive mais feliz”. O objetivo é chamar a atenção para a prevenção da doença com recursos como a camisinha, que pode ser encontrada de graça nos postos de saúde. No mesmo material, a SES orienta os Serviços de Atenção Especializada (SAE) como locais mais indicados para informações sobre o HIV eAids.

Epidemiologia da Aids em Mato Grosso do Sul

De acordo com Clarice Souza Pinto, o cenário epidemiológico da Aids tem se modificado ao longo dos anos no Brasil. A epidemia tem apresentado força ao caracterizar sua interiorização, não só no Estado, mas em diversas regiões do Brasil, principalmente na região Sudeste.

O total de casos de Aids notificados no Brasil é de 544.846 desde 1980 até junho de 2009. Em Mato Grosso do Sul, desde 1984 até dezembro de 2009 foram notificados um total de 5.329 casos, distribuídos nos 78 municípios do Estado.

Segundo a SES, Mato Grosso do Sul representa a quarta maior incidência de Aids do País em comparação aos demais Estados. Em municípios de pequeno porte, poucos casos notificados representam um grande impacto na população. A incidência é calculada pelo número de casos dividido pelo número de pessoas residentes em determinado município e multiplicado por 100 mil habitantes. Desta forma a incidência de casos no Estado é a seguinte:

1º – Rochedo – 44,64 casos para cada 100.000 habitantes

2º – Ribas do Rio Pardo – 29,03/ 100.000 hab.

3º – Figueirão – 29,03/1000.000 hab

4º – Cassilândia – 27,69 / 100.000 hab

5º – Angélica – 26,79 / 100.000 hab

6º – Sidrolândia – 24,24 / 100.000 hab

7º – Mundo Novo – 24,23 / 100.000 hab

8º – Eldorado – 24,16 / 100.000 hab

9º – Campo Grande – 23,57 / 100.000 hab

10º – Corguinho – 22,86/ 100.000 hab

Dia Mundial

De acordo com a coordenadora do programa estadual DST/Aids e Hepatites Virais, Clarice Souza Pinto SES participa amanhã (1º) da mobilização do Dia Mundial de Luta contra Aids, que em Campo Grande está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). O evento será realizado na Praça Ari Coelho, a partir das 8 horas.

Fonte: MS Noticias

DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A AIDS

Dia 1º de dezembro é uma data símbolo de conscientização. Eleita no calendário como o Dia Mundial da Luta Contra a AIDS, a ocasião estimula a discussão acerca do tema e da quebra de tabus. Escolas e empresas se abrem para debates mais intensos sobre a doença, os sintomas, a prevenção e a convivência com os soropositivos.

O HIV é causado por um vírus que ataca o sistema imunológico e sua cura ainda não foi descoberta. O preconceito e o estigma associados à doença ainda são as maiores dificuldades enfrentadas pelos portadores do vírus para conseguirem manter a vida normalmente. Segundo dados do Ministério da Saúde, independente da faixa etária, as mulheres usam menos preservativos que os homens. Enquanto 57% dos homens assumem que não utilizam preservativos em todas as relações sexuais, esse número dispara para 75% entre as mulheres. Essa pesquisa indica, ainda, que as mulheres mais velhas são as mais afetadas pela doença. Em 2007, a taxa de incidência da AIDS em senhoras acima de 50 anos praticamente dobrou em 10 anos, passando de 5,2 para 9,9 casos por 100 mil habitantes.

De acordo com o último Censo, em 2009, o Brasil tinha cerca de 630 mil pessoas portadoras de AIDS. A região Sudeste é a que tem o maior percentual, com 59% do total de casos, seguida pela região Sul, que concentra 19% dos casos. O Nordeste possui 12% dos soropositivos, o Centro-Oeste 6% e a região Norte, 4%.*

O HIV não é transmitido pelo abraço, beijo ou convívio social. O contágio se dá, principalmente, por relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de seringas e, para crianças, por meio da gestação ou amamentação. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) houve uma redução de 20% nos novos casos de contaminação, se comparada com a situação de 10 anos atrás. A principal razão para essa diminuição é o uso de preservativos em todas as relações sexuais. Jontex, marca líder no segmento no Brasil, possui uma ampla linha de preservativos desenvolvida a partir da mais alta tecnologia que garante maior segurança e conforto para os usuários. Todos os produtos são testados eletronicamente e passam por um rigoroso controle de qualidade.

O uso correto de preservativos garante proteção total contra a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. 
Cuidados essenciais com o preservativo para garantir uma relação sexual tranquila e protegida:

– Fique atento com a validade do produto. Isso garante maior segurança e proteção para o casal contra doenças e gravidez indesejada;

– O preservativo deve ser aberto somente na hora do uso. Deixá-lo aberto sem utilização resseca o látex, facilitando a ruptura do produto;

– Não utilize tesouras ou qualquer objeto cortante para abrir a embalagem. Anéis, dentes e unhas longas também podem danificar o material;

– Não utilize vaselina, óleo ou nenhum lubrificante que não seja indicado para o ato sexual. Prefira os que sejam à base de água;

– Nunca utilize dois preservativos ao mesmo tempo. A fricção das duas camadas de látex pode causar rupturas, além de incômodo ao usuário, por pressionar demais o órgão genital;

– Após a utilização, o preservativo deve ser retirado com cuidado, dar nó na ponta para evitar que o líquido vase e descartado em seguida. 

Fonte: Correio de Uberlãndia

CAMPANHA 2010 – TODOS CONTRA A AIDS – MATEUS EMMERICH

Apresentamos mais um vídeo da Campanha 2010 – TODOS CONTRA A AIDS.

Neste vídeo a estrela da campanha é Mateus Emmerich, que atua como modelo e é um dos Colírios da Capricho. Mateus Emmerich é paulista, mas considere-se um carioca. Nasceu em Marília, interior de São Paulo, mas morou em Juína (MT), Perdões (MG), Piraí (RJ) e com 6 anos foi parar em Volta Redonda, interior do Rio de Janeiro, onde mora com sua família. O rapaz atua como modelo há menos de um ano e iniciou seu trabalho em um editorial de moda para as revistas Blitz e Scrap. Hoje ele insere em seu portfólio as edições da Revista Capricho. Apaixonado por música ele se dedica a banda Lunia, onde toca bateria e vem atuando como DJ em várias cidades do país. O colírio deixa claro que sua família e amigos estão sempre em primeiro lugar. Para acompanhar o rapaz acesse http://www.mateusemmerich.com.br/ e siga no twitter @maateusemerich.

 

Você também pode participar da campanha:

GRAVE UM VIDEO CASEIRO, FALANDO DA IMPORTÂNCIA DO USO DO PRESERVATIVO, EM SUA OPINIÃO.

USE A CRIATIVIDADE PARA TRANSMITIR A SUA MENSAGEM.

POSTE O VIDEO NO YOUTUBE E ENVIE PARA HIVEMPAUTA@GMAIL.COM  E NÃO ESQUEÇA DE MENCIONAR SEU NOME E CIDADE DE ONDE É.

A PARTICIPAÇÃO É VOLUNTÁRIA E GRATUITA.

CONTO COM VOCÊ
http://HIVEMPAUTA.WORDPRESS.COM
INFORMAÇÃO À FAVOR DA PREVENÇÃO

Confira a programação que a MTV reservou para a LUTA CONTRA A AIDS 2010

Desde 1988, o dia 1º de dezembro está reservado para a galera lembrar da Luta Contra a AIDS. Isso porque, somente no Brasil, cerca de 630 mil pessoas convivem com o vírus HIV. A MTV não podia ficar de fora dessa conscientização e preparou, a partir desta terça-feira (30), uma programação super especial sobre o tema. Serão três documentários e dois filmes exibidos durante a semana, uma edição especial do Debate MTV (que tem “A camisinha é a melhor proteção contra a AIDS?” como tema), vinhetas e abordagens sobre o assunto durante os programas da grade. 

Os especiais da programação fazem parte do projeto MTV Staying Alive, que ajuda na prevenção e divulgação dos perigos do HIV pelo mundo. Entram na grade o inédito “Me, Myself & HIV”, onde dois jovens (um norte-americano e um da Zâmbia) explicam como lidam com a doença; “Travis McCoy’s Unbeaten Track”, em que o integrante do Gym Class Heroes viaja pelo mundo conhecendo jovens contaminados com o HIV e encara o desafio de compor uma música retratando sua experiência; “Diary of Kelly Rowland”, com a integrante do extinto Destiny’s Child, que também é embaixadora do projeto Staying Alive; e os dramas “Shuga” e “Tribes”, gravados no continente africano e em Trinidad e Tobago, respectivamente.

Quer se informar mais sobre o vírus da AIDS? Então, ligue na MTV a partir desta terça-feira!

Confira os horários dos programas e das reprises abaixo.

Debate MTV – Especial: A camisinha é melhor proteção contra AIDS?

Exibição: 30/11, terça-feira, às 22h30 – ao vivo

Duração: 1h

Reprises:01/12, às 22h30 – 02/12, às 14h – 04/12, às 13h

Classificação Indicativa: Livre

Especial – Me, Myself & HIV

Exibição: 1/12, quarta-feira, às 20h

Duração: 1h

Reprises:02/12, às 15h30 – 02/12, à 1h30 – 04/12, às 15h

Classificação Indicativa: Livre

Especial – Travis McCoy’s Unbeaten Track

Exibições: 29/11, às 22h30 – 04/12, às 15h

Duração: 1h

Classificação Indicativa: Livre

Especial – Diary of Kelly Rowland

Exibições: 30/11, às 23h30 – 04/12, às 14h

Duração: 1h

Classificação Indicativa: Livre

Especial – Shuga 

Exibição: 01/12, às 1h

Duração: 90 minutos

Classificação Indicativa: 16 anos

Especial – Tribes

Exibição: 03/12, às 0h30

Duração: 90 minutos

Classificação Indicativa: 16 anos

Fonte: MTV