Artistas e jovens com HIV se unem contra o preconceito

Mais de 28 anos depois do primeiro diagnóstico de Aids no Brasil, o preconceito ainda assusta. Treze pessoas em cada grupo de 100 acreditam que um professor com HIV não pode dar aulas, segundo pesquisa do Ministério da Saúde. Para combater a desinformação, artistas como Adriana Esteves, Luana Piovani e Bruno Gagliasso participam da campanha “Somos Iguais. Preconceito Não”, que será lançada no Dia Mundial de Luta contra a Aids. Ontem, os atores fizeram fotos ao lado de jovens soropositivos.

“Dois anos após a morte da minha mãe por HIV, as outras crianças da escola começaram a falar que eu tinha Aids e que não queriam ficar perto de mim, nem beber água no mesmo lugar. A diretora disse que eu não podia continuar na escola e eu tive que ir morar em outra cidade. Hoje, decidi dar minha cara a tapa. Os que me amam estão comigo”, conta a estudante Taís Oliveira, 17, que fez fotos com Bruno.

Kleber Mendes, 27, também participa da campanha. “É uma oportunidade para mostrarmos nosso rosto para que outros jovens não precisem passar pelo que passamos. Nós sofremos muita discriminação”, lembra ele, que fez fotos com Adriana Esteves.

Fonte: O DIA ONLINE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s