Jovens são foco das ações de prevenção

Viver com uma doença séria como a aids, atrelada ao estigma do preconceito pode ser muito difícil. No entanto, muitas pessoas com o HIV convivem e contribuem de forma importante para suas comunidades. “Tenho o vírus da aids há 14 anos, e sou casado com uma portadora do vírus”, diz Greicio Lira, presidente da ONG Renascer Vidas. Ele é um dos 9.428 casos notificados de HIV pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) no Estado, entre 1980 e junho de 2010.

Segundo Lira, o descaso e o preconceito acabaram incentivando o trabalho dele com a sociedade. “Ser portador do vírus e ter uma esposa soropositiva que está grávida, numa cidade pequena, o preconceito é muito grande. Isso me fez perceber a necessidade de ajudar as pessoas que sofrem com o descaso”.

A Renascer Vidas foi uma das organizações não governamentais que apresentaram, na manhã de ontem, no Hotel Beira Rio, os projetos sociais que receberam recursos do governo estadual em 2009 e 2010.

Segundo Ricardo Brito, coordenador de articulação com a sociedade da Sespa, a oficina é um momento para prestar contas com a sociedade. “Foram investidos R$ 328 mil em 2010, que contemplaram nove ONGs. As entidades percorreram pontos estratégicos do Estado, com aulas de prevenção às DST e aids”.

PREVENÇÃO

E a Sespa quer ampliar o repasse de informações sobre o vírus HIV e a aids, chegando cada vez mais ao interior do Estado e aos jovens. “Os alvos da campanha são adolescentes e jovens adultos com faixa de 13 a 24 anos, que correspondem a 13% dos 9.428 casos já notificados no Estado”, afirmou Lourival Marsola, coordenador estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, antecipando a programação da Sespa para o dia 1º de dezembro, considerado o Dia Mundial de Combate à Aids.

Segundo Marsola, serão realizadas ações de saúde e prevenção em escolas de Belém, Bragança, Santarém, Marabá, Castanhal e Barcarena. Antes, no próximo dia 30, também no hotel Beira Rio, acontecem mais dois eventos associados ao tema HIV/Aids: o segundo Seminário Estadual de Prevenção Positiva, voltado a profissionais de saúde, e o lançamento do Boletim Epidemiológico em DST/Aids. (Diário do Pará)

Fonte: Diário do Pará

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s