Internos do Cenam são orientados sobre prevenção às DST/Aids

 

O Centro de Atendimento ao Menor (Cenam) -unidade da Fundação Renascer- reuniu os internos esta semana para um momento de conscientização e prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids). Desta vez, as informações não foram passadas pela equipe técnica da unidade, mas pelo “Grupo de Convivência Jovens a Mais Tempo”, do bairro Castelo Branco.

O grupo de senhoras apresentou o esquete teatral ‘Aids não tem preconceito, você também não deve ter’, em que chamaram a atenção para a não discriminação das pessoas com DSTs, a importância do uso do preservativo em todas as relações sexuais e a realização de exames médicos periodicos de detecção.

“Falamos da dificuldade de fazer o exame por medo do resultado positivo. Muita gente se isola porque as pessoas com DSTs ainda são muito discriminadas”, explicoua a agente comunitária de saúde que acompanha o grupo, Rouse Meire Santana.

Apesar da gravidade do tema, em alguns momentos a mensagem ela arrancou gargalhadas dos adolescentes, que estiveram atentos a apresentação. “É importante ter esse tipo de informação porque quem convive com esse vírus não deve sofrer preconceito”, disse um jovem de 16 anos. “Gostei muito da apresentação. É importante para a gente saber como é a vida, não importa a idade, a gente tem que se cuidar”, afirmou outro jovem, de 17 anos.

Prevenção e cuidado

Segundo a gerente da unidade de Saúde da Fundação Renascer, Ildete Mendes, a ação faz parte do planejamento anual que cada unidade possui. Pela coincidência do mesmo tema, a decisão pelo trabalho conjunto. “A prevenção é sempre necessária e na triagem que fazemos quando o adolescente chega à unidade casos de DSTs foram detectados. Eles estão sendo tratados e não queremos que retransmitam essas doençasd, então a nossa pretensão é realizar outra ação preventiva no segundo semestre”, informou.

Para a coordenadora pedagógica do Cenam, Clara Arlinda Silva, fazer a discussão de temas como as DST/Aids no Cenam com pessoas da comunidade é essencial. “Principalmente em se tratando de saúde, pois a gente sabe que os adolescentes muitas vezes são desatentos a certos cuidados. De forma lúdica, o grupo tenta estimular a aprendizagem”, destacou a pedagoga.

O grupo de convivência integra a Unidade de Saúde Fernando Sampaio e já realiza este trabalho através do teatro há três anos. Segundo Rouse Meire, esta não foi a primeira vez que a equipe estive no Cenam. “Estamos de volta, é bom que nos convidem, que abram espaço para contribuirmos”, afirmou a agente de saúde.

Fonte: Ascom Renascer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s