Caminhão vai a bairros para fazer teste de aids

Começou neste sábado (19) a campanha de testagem de HIV. Um caminhão da Secretaria de Saúde vai percorrer  bairros e espaços de lazer para fazer os exames. Neste ano, um dos objetivos é incentivar pessoas que nunca fizeram o teste, além da população mais  vulnerável (jovens, usuários de drogas e profissionais do sexo).

No ano passado, 20,7 mil testes convencionais foram realizados, 51% a mais do que em 2008. Neste ano, até o mês de outubro foram feitos 17,9 mil. E até o final do ano deve ultrapassar ou chegar próximo ao volume de exames realizado no ano passado.

Rio Preto tem  hoje 3.956 casos de aids notificados. A estimativa  é de que, para cada caso positivo registrado,  exista pelo menos uma pessoa com o vírus HIV sem saber  por nunca ter  feito o teste.

Além do caminhão, é possível fazer o teste em qualquer uma das 25 unidades de saúde da cidade ou no  CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), que também oferece o teste rápido, onde é possível pegar o resultado em aproximadamente 40 minutos.

No caminhão, o exame oferecido será o convencional, mediante coleta de amostra de sangue para posterior testagem, cujo diagnóstico fica pronto em 15 dias úteis, em média.  Em todas as unidades, inclusive a itinerante,  além do teste para HIV, a população também poderá se testar para hepatites virais B e C, além de sífilis.

Com a campanha de incentivo à testagem, o Programa Municipal de DST/aids pretende ainda reduzir o diagnóstico tardio para HIV/aids, o que dificulta o tratamento da doença e interfere na sobrevida do portador do vírus HIV. “O diagnóstico precoce e o início do tratamento antirretroviral em momento oportuno são imprescindíveis para a qualidade de vida dos portadores de HIV/aids”, disse a  coordenadora do Centro Municipal de Prevenção e Diagnóstico de DST/aids, Aracelis de Castro Aschar.

Ela afirma ainda que o perfil do soropositivo mudou com o tempo. “Até 1999, os usuários de drogas injetáveis eram maioria. A partir de 1999, o contágio passou a ser mais  por sexo”. disse Aracelis. Ela afirma ainda que o número de casos de aids em pessoas com mais de 50 anos e em menores de 19 anos também é preocupante. Hoje são 306 casos de pessoas com idade entre 50 e 64 anos. E  50 casos na faixa etária acima dos 65 anos. Entre os jovens com idade entre  15 e 19 anos,  são 123 casos.

Casos

O primeiro diagnóstico de aids em Rio Preto  foi em 1984. Daquele ano até hoje foram registrados 3.956 casos da doença, sendo que a faixa etária predominante está entre 20 e 34 anos, com 52,8% dos casos.

Desse total, 1.952 estão vivos, o que corresponde a 49,34%. Do total de casos, 2.690 (68%) são de pessoas do sexo masculino e 32% (1.266) do sexo feminino.

Fonte: Rede Bom Dia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s