África do Sul vai produzir anti-retrovirais

O governo sul-africano anunciou sábado a construção de uma fábrica que, a partir de 2016, passará a produzir anti-retrovirais e outros fármacos usados no tratamento de HIV e Sida (Aids).

A fábrica, que será construída perto de Pelindaba, norte de Pretória, a capital politica sul-africana, se insere no quadro de um programa conjunto entre a África do Sul e a companhia de produtos bioquímicos da Suíça, a “Lonza”.

‘O programa irá criar a primeira fábrica de anti – retrovirais na África do Sul”, segundo a ministra sul-africana de Ciência e Tecnologia, Naledi Pandor.

Pandor explicou que a nova companhia será concretizada com fundos provenientes de várias instituições sul-africanas e da Lonza.

‘A nossa parceria com a Lonza é baseada pelo facto desta companhia ser uma das principais fornecedoras de fármacos a nível mundial”, segundo a governante.

A fábrica, que deverá entrar em funcionamento a partir de 2016, permitirá a África do Sul deixar importar anti-retrovirais.

A África do Sul gasta 25 mil milhões (bilhões) de randes anuais em produtos medicamentosos, sendo o grosso importado do exterior

Fonte: Africa 21 Digital

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s