Secretaria da Mulher promove ação contra a AIDS

No Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, 1º de dezembro, pasta irá promover uma enquete para medir o grau de conhecimento e satisfação das mulheres com relação ao uso da camisinha feminina.
A AIDS é uma doença que afeta dez mulheres a cada vinte cinco homens, o que coloca o DF na 25º posição do ranking entre todas as capitais brasileiras, segundo o boletim epidemiológico de AIDS do Ministério da Saúde (MS), lançado no dia 20 de novembro. Desde o primeiro registro no DF (em 1985), já foram identificados 8.076 casos da doença. No ano passado, a incidência foi de 18,1 casos por 100 mil habitantes.

A categoria de exposição homo/bissexual caracteriza de forma mais importante a dinâmica da doença, com expressão relevante em todas as faixas etárias, em especial entre os adolescentes. Em 2011, no sexo masculino, 57,7% dos casos tiveram como categoria de exposição a homo/bissexual e 26,8% a heterossexual. Entre as mulheres, a principal categoria de exposição é a heterossexual (mais de 80% dos casos).

Para alertar a população sobre a importância da prevenção, a Secretaria de Estado da Mulher, a Secretaria de Saúde e a Embaixada dos Estados Unidos realizarão no dia 1º de dezembro – Dia Mundial de Luta contra a AIDS -, no Parque da Cidade, a partir das 9h, a “Caminhada da Saúde pela Conscientização e Prevenção da AIDS”, com a distribuição de preservativos, aconselhamentos e oferecimento de testagem rápida às mulheres da caminhada e aos frequentadores do Parque.

Ainda de acordo com o boletim do Ministério da Saúde, houve aumento da cobertura do teste entre as gestantes, que em 2006 era de 60% e em 2010 chegou a 80%. “Apesar de as mulheres serem infectadas em menor proporção – devido ao fato de se cuidarem melhor -, ao fazerem sexo protegido e realizarem o teste durante o pré-natal, ainda assim 13 mil novos casos são registrados ao ano”, comenta a secretária de Estado da Mulher, Olgamir Amancia.

Nesse sentido, para reforçar a proteção entre as mulheres e diminuir os casos no Distrito Federal, a Secretaria da Mulher realizará uma enquete para medir o grau de conhecimento e satisfação da camisinha feminina. “Para tanto, uma equipe da SEM-DF aplicará um questionário com 180 mulheres, usuárias ou não, que ganharão um preservativo feminino e ainda terão a oportunidade de fazer o teste rápido na unidade móvel oferecida pela Embaixada dos Estados Unidos, instalada ao lado do Quiosque do Atleta do Parque da Cidade”, explica Olgamir Amancia.

Todas as ações fazem parte da campanha do Governo do Distrito Federal, cujo slogan é “Não fique na dúvida, fique sabendo” e enfatiza e incentiva o diagnóstico precoce do HIV e das hepatites virais, com o sigilo e a confidencialidade do teste, além do respeito aos direitos humanos e no combate aos preconceitos.

Fonte: Vermelho.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s