Anaids envia carta a Jarbas Barbosa questionando sobre mudança no atendimento de pessoas com HIV

Imagem

A Articulação Nacional de Luta Contra Aids (Anaids), colegiado que reúne os Fóruns de ONGs/Aids de todos os estados brasileiros, redes e demais representações do movimento social de luta contra a aids, enviou uma carta ao Secretário da Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, solicitando o posicionamento do órgão sobre a transferência dos atendimentos especializados em aids para os serviços de atenção básica. 

Na carta, os ativistas afirmam que a notícia tem circulado em diversos meios de discussão por intermédio dos gestores e que desde então tem causado estranhamento e apreensão ao movimento social.

O documento critica a possível alteração no atendimento às pessoas que vivem com HIV/Aids, que, caso efetivada, fará com que sejam atendidas na Atenção Básica e não mais junto às especialidades. “A resposta brasileira a epidemia da Aids teve uma de suas bases no fortalecimento da retaguarda de atendimento, que além de assegurar os bons níveis de saúde dos pacientes garante a tranquilidade necessária a qualquer tratamento de saúde, dentro do que supomos que seja saúde coletiva”.

“Reconhecemos os avanços da Atenção Básica em nosso pais e sua importância como porta de entrada do sistema, e em momentos importantes do tratamento como diagnóstico, acolhimento e direcionamento as áreas especializadas”, ressaltam.

Segundo o documento, “a sobrecarga, a falta de estrutura e a necessária capacitação dos profissionais iriam ocupar extenso espaço de tempo e de recursos para se adaptarem, onde elementos como criação de vinculo, acolhimento especializado, adesão e outras especificidades são respeitadas, sem mencionar o prejuízo das rotinas de tratamento, já iniciadas”.

Os ativistas finalizam a carta dizendo que a falta de informação causa apreensão e insegurança nos usuários.

“Desta forma reiteramos o pedido de um posicionamento efetivo sobre esta questão, a fim de que possamos ter uma definição sobre os rumos do que a Secretaria de Vigilância em Saúde, pretende dar aos atendimentos especializados em Aids”, dizem.

Fonte: Agência de Notícias da AIDS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s