Novos números AIDS em Sorocaba/SP

De acordo com levantamento do Programa Municipal de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST/Aids), da Secretaria de Saúde de Sorocaba, desde 1984 foram diagnosticados oficialmente no município um total de 3.409 pacientes com aids. Somente neste ano, já foram 35 novos casos. Mas esse número pode ser muito maior. A estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que a aids atinja o equivalente a 1% da população, o que corresponde a cerca de 7 mil pessoas infectadas em Sorocaba.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Teste rápido de Aids alerta para diagnóstico

Até amanhã é possível realizar um teste rápido  de Aids na tenda da Secretaria Municipal de Saúde, na Praça da República, Centro da capital. A expectativa da pasta é que 1,2 mil pessoas realizem o teste gratuito, que começou ontem. A resposta sai em 20 minutos.

Os testes fazem parte da campanha Fique Sabendo, que tem como objetivo estimular a população a realizar o teste, já que o diagnóstico precoce pode ajudar muito no tratamento do paciente. A ação do governo municipal ocorre na semana que antecede a Parada do Orgulho LGBT, domingo, pois, segundo a coordenadora do programa DST/ Aids, os homossexuais, sobretudo homens que fazem sexo com outros homens, estão entre os grupos mais vulneráveis. Ao longo da semana, as secretarias municipal e estadual de Saúde vão distribuir material de conscientização sobre o tema.

“A pessoa tratada tem uma qualidade de vida melhor e, após seis meses com medicamentos e com o vírus controlado, o portador reduz a chance de transmissão da doença a quase zero”, explica a coordenadora do programa DST/Aids, Eliana Battagia Gutierrez.

números positivos/ O número de homens com Aids na capital caiu 58,3% se comparado o pico de incidência da doença, em 1996 — com 67 casos a cada 100 mil pessoas do sexo masculino — com o último dado disponível da Secretaria Municipal de Saúde, de 2011, quando a incidência foi de 28 casos para 100 mil pessoas.

O percentual de mulheres com o vírus HIV em São Paulo também diminuiu. No ano de 1998, quando foi registrado o pico de incidência da doença, havia 30 pessoas do sexo feminino infectadas para 100 mil mulheres. Já em 2011, foram registrados 10 casos em mulheres para cada 100 mil delas, uma queda de 66,7%.

Fonte: Rede Bom dia

Campanha prioriza testes rápidos e orientações contra a Aids em Tatuí, SP

Até este sábado (1º), a Secretaria Municipal da Saúde de Tatuí (SP) realiza testes para detecção de HIV/Aids em todas as unidades básicas. Os testes foram disponibilizados por conta da campanha ‘Fique Sabendo’, desenvolvida no Estado de São Paulo. Além de fazer os exames, moradores ainda recebem orientações de prevenção e preservativos.

Os moradores que desejam realizar os exames preenchem ficha e, na sequência, fazem o teste. As fichas são sigilosas e passam a integrar base de dados da pasta municipal. O teste convencional é realizado em todas as UBSs e na Casa do Adolescente, localizada à avenida Cônego João Clímaco de Camargo. Já o rápido só é disponibilizado no Ambulatório de Infectologia. O setor está localizado na Praça Adelaide Guedes, s/nº, no Centro, ao lado do CEMEM (Centro Municipal de Especialidades Médicas).

No sábado, Dia Mundial de Combate à Aids, haverá programação especial na Praça da Matriz, das 9h às 13h, com distribuição de panfletos e preservativos.

Aids na cidade
De acordo com a enfermeira Marilu Aparecida Rodrigues da Costa, integrante da Vigilância Sanitária e responsável pela coordenação da campanha, na cidade 190 pacientes recebem o coquetel de medicamentos contra a Aids. Esse número não é considerado baixo pela Secretaria da Saúde, levando-se em consideração a população que é de aproximadamente 110 mil habitantes, conforme o Censo 2010 do IBGE.

Ainda segundo a enfermeira, o número de pessoas infectadas tem aumentando nos últimos anos. Ela afirma que as contaminações afetam pessoas entre 20 e 39 anos. É este público que a equipe da vigilância deve priorizar na ação de encerramento, que acontece na Praça da Matriz.

Fonte: G1

Ações estão inseridas na programação da Semana de Prevenção, preparando o Dia Mundial de Luta Contra Aids

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas, desde segunda-feira (26), vem se mobilizando, através de ações específicas do Programa Municipal DST, Aids e Hepatites Virais, dentro da programação da Semana de Prevenção. Como havia sido programado, equipes do DSD/Aids com equipes do Sest/Senat (Transportes) estão realizando ações de abordagem aos motoristas de caminhão, no Posto Fiscal de Jupiá, desde as 8h desta quarta-feira (28).
Estas ações preventivas, incluindo Testes Rápidos e exames de visão, deverão estender-se até às 16 horas, tendo como público alvo os profissionais do transporte de carga que trafegam por Três Lagoas.

 


Estas ações oferecem à população a oportunidade de Testes Rápidos dessas doenças, variado material educativo, orientações e distribuição gratuita de preservativos.
A Semana de Prevenção terá seu encerramento em evento a ser realizado na Praça Senador Ramez Tebet, no próximo sábado (24), das 8h às 12h, quando será celebrado o Dia Mundial de Luta Contra Aids.
QUINTA-FEIRA
Para esta quinta-feira (29), as ações da Semana de Prevenção estarão voltadas para os profissionais da Saúde que trabalham no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Álcool e Drogas (AD). Os profissionais da Saúde estarão participando de oficinas sobre drogas e redução de danos.
No mesmo dia, o pessoal estará no Quartel do 5º Grupamento de Bombeiros, em apoio ao Centro de Referência de Apoio à Mulher (CRAM), da Secretaria Municipal de Assistência Social, a partir das 17h.
Na oportunidade, será proferida palestra, abordando a temática da “Mulher e a Vulnerabilidade às DSTs”.

Fonte: Jornal Dia Dia

Protesto no Rio critica enfraquecimento da resposta à epidemia de aids no País

Mais de 400 ativistas se concentraram, ontem, 23 de novembro, nas escadarias do Teatro Municipal, no Rio de Janeiro, com o objetivo de protestar contra o enfraquecimento da resposta à epidemia de aids no Brasil.
No início do ato, os manifestantes seguraram velas numa vigília pela saúde pública no País. Em seguida, levantaram cartazes que exibiam mensagens com suas insatisfações relacionadas às dificuldades de acesso, ao conservadorismo nas políticas públicas e ao fechamento de ONGs pelo País.

Para Marcio Villard, diretor do Grupo Pela Vidda/RJ, a manifestação é mais uma etapa da série de atos de protesto que estão ocorrendo em todos os estados nesta semana que antecede o Dia Mundial de Luta contra a Aids. “O descaso com a aids é crescente e somente com a pressão da sociedade civil iremos reverter este quadro”, afirma o ativista.

“O momento é delicado e exige ação conjunta de mobilização e apresentação de alternativas”, disse Áurea Abadde, do GAPA/SP, também presente na manifestação. O ato foi encerrado com o Hino Nacional e, em seguida, a frase que Herbert Daniel, ativista que faleceu em 1992, sempre dizia no encerramento de seus pronunciamentos: “Viva a Vida”.

Fonte: Agência de Notícias da AIDS

Ações do Dia Mundial de Luta Contra a Aids são realizadas no Coopahvila II e Camelódromo

A Secretaria Municipal de Saúde Pública inicia essa semana atividades do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, com a realização de testes rápidos de HIV/Aids e sífilis em oito Unidades Básicas de Saúde da Capital. Além das unidades, a Sesau também oferecerá testes rápidos de HIV/AIDS, sífilis e Hepatites B e C no Camelódromo, CEM e em um estande que será montado na rua Barão do Rio Branco, entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho, no dia 1° de dezembro.

Programação das Unidades Básicas de Saúde:

Dia 23 de novembro (integral) – Coophavila II

Dia 26 de novembro (integral) – Vila Nasser

Dia 26 de novembro (vespertino) – Aero Rancho

Dia 27 de novembro (integral) – Vila Nasser

Dia 27 de novembro (integral) – Vida Nova

Dia 27 de novembro (matutino) – Paulo Coelho Machado

Dia 27 de novembro (vespertino) – Aero Rancho

Dia 27 de novembro (vespertino) – Silvia Regina

Dia 27 de novembro (integral) – Moreninha III

Dia 27 de novembro (integral) – Tiradentes

Dia 28 de novembro (integral) – Vida Nova

Dia 29 de novembro (vespertino) – Paulo Coelho Machado

Programação externa:

Dia 27 de novembro (das 8h às 16h) – CEM

Dia 01 de dezembro (das 8h às 16h) – Barão do Rio Branco

Além desses locais, o Centro de Testagem e Aconselhamento (Rua Anhanduí, em frente ao Teatro de Arena do Horto) oferece diariamente os Testes de HIV/Aids, Sífilis e Hepatites B e C.

Dia Mundial de Luta Contra a Aids:

Com o objetivo de incentivar a testagem do HIV/AIDS, o tema do Dia Mundial de Luta Contra a Aids deste ano em Campo Grande é “Faça o teste do HIV/Aids em uma Unidade Básica de Saúde”. Será montado um estande na rua Barão do Rio Branco, entre as ruas 13 de Maio e 14 de Julho, onde serão expostas diversas informações sobre a Aids, sífilis e hepatites, como história, formas de infecção e prevenção, curiosidades e informações importantes para a pessoa que vive com o vírus da Aids.

O objetivo do estande é promover a informação como ferramenta de prevenção e combate ao preconceito sofrido pelas pessoas que vivem com o HIV, além de conscientizar sobre a importância da realização do teste.

No local uma equipe do Centro de Testagem e Aconselhamento irá realizar o teste rápido de HIV. O teste é gratuito, sigiloso e oferece o resultado na hora.

Fonte: MidiaMax

Ações mobilizam população no Dia Mundial de Luta Contra a Aids – Maceió

A programação alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids – mobilização que acontece anualmente no dia 1º de dezembro – já teve suas ações iniciadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Maceió (SMS). Desenvolvidas pelo Programa Municipal de DST/Aids, as atividades foram iniciadas esta semana envolvendo prevenção e cuidado, ampliando assim o acesso ao diagnóstico precoce com a realização de testes rápidos diagnósticos, intensificando também o incentivo ao uso contínuo dos preservativos masculinos e femininos.

“Nosso foco estará mais uma vez direcionado à adoção de um comportamento sexual seguro e responsável, com o objetivo de levar todos a refletir sobre a realidade da doença, que registrou, só este ano, a descoberta de 140 novos casos até o último dia 19, com 24 óbitos”, afirma a coordenadora do programa, Sandra Gomes.

As primeiras ações da campanha deste ano – que tem como tema “Eu vivo com HIV e sei disso. A diferença entre nós é que você pode ter o vírus e não saber. Vá a uma unidade de saúde e faça o teste de Aids” – foram as testagens rápidas realizadas nas unidades David Nasser (Ipioca) e Denisson Menezes, as oficinas de prevenção nas escolas João XXIII e Sebastião da Hora e a mobilização “Fique Sabendo” (de aconselhamento e diagnóstico com teste rápido), no Núcleo Estadual de Atendimento Socioeducativo (Neas), além da disponibilização de insumos de prevenção, testes rápidos e palestras educativas para colaboradores de empresas como Bompreço, Brasilgás, Gerdau e outras.
Atividades serão intensificadas nesta segunda-feira

A partir de segunda-feira (26), a campanha reforça suas ações com a programação de testagens rápidas nas unidades José Tenório (na Serraria, dia 26), Hamilton Falcão (Benedito Bentes, dia 29), João Paulo II (Jacintinho, dia 30), Aliomar Lins (Benedito Bentes, dia 4/12), Djalma Loureiro (Clima Bom, dia 5), Ib Gatto Falcão (Tabuleiro, dia 6), São José (Canaã, dia 7) e Edvaldo Silva (Fernão Velho, dia 10), com orientações técnicas e educativas de prevenção às DST/Aids, além da disponibilização de preservativos e material impresso educativo para a população em geral.

No dia 30, as ações de testagem rápida e prevenção estarão à disposição da população no Bloco I do PAM Salgadinho – que contará ainda com apresentações teatrais e ações itinerantes em todos os blocos da unidade – e no Centro de Maceió, com a “Tenda de Cuidados”, mobilização que disponibilizará apresentações teatrais de ONG/Aids e parcerias, massoterapia, reiki terapia, cortes de cabelo, exposição de frase escritas por pessoas vivendo com HIV/Aids e ações preventivas com orientações educativas.

No Dia Mundial de Luta Contra a Aids (1º de dezembro), as ações de diagnóstico com teste rápido para HIV, sífilis, hepatite B e C e HTLV serão realizadas na Praça Padre Cícero, mobilizando todas as comunidades do Benedito Bentes. Já no dia 2, a equipe técnica do Programa em Maceió garante a testagem rápida na orla da Pajuçara, participando da mobilização “Fique Sabendo, realizada pela Programa Estadual de de DST/Aids. O encerramento da campanha acontece apenas no dia 7, com uma nova mobilização no calçadão do comércio.

Aids em Maceió – Dados epidemiológicos da Aids em Maceió mostram que de 1986 a 2012, foram detectados 2.652 casos em adultos. Dos 140 novos casos detectados em 2012, 93 são do sexo masculino e 47 do sexo feminino. A maior incidência de número de casos está entre os heterossexuais, na faixa etária de 20 a 34 anos.

Fonte: Aqui Acontece